Opinião: Liesl And Po, de Lauren Oliver

Liesl And Po
de Lauren Oliver, ilustrado por Kei Acedera
Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 320
Editor: Hodder e Stoughton General Division
Resumo:
Liesl lives in a tiny attic bedroom, locked away by her cruel stepmother. Her only friends are the shadows and the mice—until one night a ghost appears from the darkness. It is Po, who comes from the Other Side. Both Liesl and Po are lonely, but together they are less alone. 
That same night, an alchemist’s apprentice, Will, bungles an important delivery. He accidentally switches a box containing the most powerful magic in the world with one containing something decidedly less remarkable. 
 Will’s mistake has tremendous consequences for Liesl and Po, and it draws the three of them together on an extraordinary journey.
Podem ler uns capítulos aqui no site da editora.

Rating: 4/5

Comentário:
Na mesma linha infantil de The Girl Who Circumnavigated Fairyland in a Ship of Her Own Making, comento este mês outra história infantil, que embora mais leve contêm também uma temática séria. Saída das mãos da escritora Lauren Oliver que já nos presenteou com livros como Delirium e Antes de Vos Deixar, chega-nos agora o seu primeiro livro infantil que aborda novamente o tema da perda.
Em Delirium perdeu-se o amor, em Antes de Vos Deixar , a protagonista perdeu-se a ela mesma, em Liesl and Po, Liesl perdeu o pai e é esta perda que vai despoletar a aventura da sua vida, da vida de Will e da morte de Po. Juntos pelo acaso do destino, estes três amigos com visões tão diferentes da vida, embarcam juntos com uma missão simples que enfrentará vários obstáculos (e mais não digo que é spoiler).
Este livro volta a comprovar a qualidade de Lauren Oliver como escritora, os fãs da série Delirium sabem que a autora nos habituou a um certo tipo de escrita e esta mantém-se em Liesl and Po que é, no fundo, uma despedida da autora ao seu falecido melhor amigo.
Através da viagem de Liesl, que a autora admite ser a sua também, algumas questões são levantadas, nem todas recebem resposta, mas muitas sim.
Esta é uma história fantástica onde o sonho e a realidade andam de mãos dadas, um mundo onde o sol desapareceu e a terra está lentamente a morrer ao ponto de praticamente já nem existirem cores e tudo ser cinzento. E cinzenta é a cor de Po que foi, a seguir a Will, a minha personagem favorita. De Will não vou falar muito porque a verdade é que me compadeço de todos os aprendizes esforçados, talvez por eu já ter sido uma também (e ainda o ser) e por isso compreender tão bem os seus medos e hesitações. Will tem bom coração, só gostava de poder comer e dormir, principalmente dormir, um pouco mais mas o Alquimista não o deixa e como se isso não bastasse passa a vida a insultá-lo.
Já Po, o fantasma, está livre de tudo o isso, não tem fome, não tem sono, nem sequer tem sexo visto não se lembrar se era rapaz ou rapariga antes de morrer. É Po e os seus pensamentos sobre o Outro Lado e os humanos que tornam este livro curioso. Po tem pensamentos muito profundos sobre a união universal, o que é verdadeiramente importante e a essência das coisas. Apesar de não partilhar com Liesl ou Will estes pensamentos, nós na qualidade de leitores somos privilegiados e temos acesso aos mesmos. Estes são pensamentos que brincarão na mente das crianças e criarão uma nova visão do mundo, o que para mim é o essencial da literatura infantil. Acredito que este género de literatura deve maravilhar e questionar os limites do mundo que as crianças conhecem, pois uma mente acostumada a perguntas é sem dúvida uma mente que procurará respostas. Sei que qualquer livro que estimule um leitor, seja criança ou não, a pensar é um bom livro.

As ilustrações de Kei Acedera são lindíssimas, olhem para o Will na primeira imagem, alguém dúvida que ele é um aprendiz com um casaco demasiado grande para ele e noites mal dormidas? Adoro o pormenor do cabelo dele todo em pé, dá-lhe um ar alerta como se estivesse à espera que o Alquimista o chamasse a qualquer momento.
Como se trata de um livro infantil mas a caminhar para o juvenil, as ilustrações são mais ou menos frequentes e por vezes estão isoladas em páginas, por vezes ao lado do texto e por vezes a rodear a página. São ilustrações surpresa que aparecem quando menos esperamos e que dão outra vida ao texto. Acredito que o livro não teria o mesmo impacto sem as belíssimas ilustrações de Kei Acedera.

Com uma classificação de 4 em 5 estrelas, este livro saí daqui como um dos melhores livros infanto-juvenis que li este ano.

  • Lauren Oliver é autora também de outro livro infantil chamado The Spindlers que tem sido tão bem recebido como Liesl and Po;
  • Para verem todos os nossos comentários aos livros de Lauren Oliver cliquem aqui.

Book trailer:

0 leitores reagiram:

Que pensam Encruzilhad@s?